Contribuindo para criar valor, reinventar e conectar o mercado de crédito.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Live Alok: Inovação em home office e algumas lições de marketing para o Correspondente Bancário se inspirar!

“Tirando a poeira dos brinquedos pra amanhã…”

Já era o 4º storie rolando contendo o mesmo print.

Eu não tinha ideia, mas estava prestes a ser persuadida por uma sequência de gatilhos mentais da live do DJ Alok.

A curiosidade foi o primeiro.

Não conheço seu trabalho a fundo, mas suponho que saber inovar pode tê-lo feito ser considerado um dos melhores DJs do mundo.

Tudo bem, não há nenhuma inovação em fazer live.

É bacana, todo mundo está fazendo, está dando certo.

Mas aí vem o Alok, pega o que todo mundo está fazendo bem… e melhora!

É assim que a inovação acontece.

Algo está indo bem e todo mundo usufrui. Se estabelece um novo normal.

Até que alguém vem e melhora o que já estava bom.

A live “Alok em Casa” foi inovadora.

Veja algumas estratégias de marketing usadas:

💡Um oceano azul em um modelo amplamente explorado;

💡A experiência do usuário simulando um ambiente de danceteria, com o jogo de luz, que se tornou símbolo da live;

💡Gatilho do pertencimento: convocou uma plateia virtual e outra física (os vizinhos);

💡Gatilho da curiosidade + prova social: convidou o público a assistir e recomendou à geração mais velha pedir referências à mais nova.

💡Fez vários posts, como a que “limpava os brinquedos”, gerando curiosidade;

💡Humanizou “sua marca” ao incluir a própria família;

💡Gerou conexão com o público, viralizando vários memes…

Enfim, mesmo quem não aprecia música eletrônica, de uma maneira ou de outra, falou ou ouviu falar.

Pode ser que nesse momento você pense que as estratégias para o nicho de crédito consignado estejam saturadas.

Ou, pode considerar que o mercado está bom assim, pós formalização digital.

Mas e se você começasse a pensar em maneiras de melhorar o que já está bom?

Não se limite com a ideia de nicho saturado ou que se todo mundo faz, você não vai fazer.

Enxergue no seu negócio aquilo que só existe nele, que ninguém faz.

Certamente tem algo de muito especial que só você faz.

Tire a poeira dos seus brinquedos.


Bons negócios!

Rosa Oliveira [Sfgtu]
Siga-nos no instagram: @viverdecredito.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Leia outros artigos