Social Selling para Correspondentes Bancários: O que é e como aplicar.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Descubra como usar o social selling para alavancar a sua produção de crédito

Pode ser que você tenha acompanhado recentemente, que o Padre Fábio de Melo reclamou usando sua conta do Twitter sobre o “pedido de paciência” feito por uma gerente de banco.

Após o twitte do padre, diversos bancos tradicionais, digitais e fintechs “invadiram” sua timeline com mensagens espirituosas, aproveitando a repercursão da mensagem para construir relacionamento.

Essa estratégia nada mais é do que parte de uma cultura presente nestas empresas, preparadas para fazer social selling.

Social selling vai além de estratégias engessadas, mas também busca “sair da caixa”. Sempre focando em construir relacionamento com os clientes.

Neste artigo você vai entender um pouco mais sobre social selling e como aplicar o social selling no seu negócio de Correspondente Bancário.

Não esqueça de colocar a sua opinião nos comentários abaixo, ⬇ pois é a sua opinião que me ajuda a rechear esse blog de conteúdo!

Em bom português, Social Selling significa “venda social”, ou seja, se relacionar com os clientes para gerar vendas.

E, nada melhor do que usar as redes sociais para fazer social selling e aumentar a sua base de clientes e a sua produção.

Obviamente que você já se deu conta do poder das redes sociais para divulgar o seu negócio.

Milhões de usuários estão atentos nas mídias sociais.

Estes usuários se relacionam não somente entre si, mas também com as marcas.

Segundo uma pesquisa da Sales for life, os compradores já estão envolvidos em 57% do processo de compra antes que os profissionais de vendas falem com eles.

Ainda segundo a pesquisa, o social selling têm 66% maior resultado nas vendas do que os métodos tradicionais.

Você aumenta a empatia do cliente com a sua empresa e, obviamente, seu potencial de vendas.

Quando o correspondente bancário procura um cliente para ofertar crédito via call center, sem ter tido um contato prévio, as chances do cliente desligar o telefone durante esta ligação são bem altas.

Social Selling: para acertar, planeje!

Antes de colocar as medidas de social selling em prática, vamos para o básico de qualquer implementação de estratégias: planejamento!

Comece definindo quem é o seu cliente, ou seja, para quem você deseja vender.

Não sabe como traçar seu público-alvo? Então, comece fazer essas perguntas:

Com quais convênios vai trabalhar? Com quais linhas de crédito? Em que locais os clientes destes convênios trabalham? Que locais os clientes destas linhas de crédito frequentam? Qual a idade destes clientes? Quais redes sociais estes clientes mais usam? O que estes clientes mais gostam de ver nas redes sociais?

Então, crie perfis empresariais da sua empresa nas redes sociais e monte uma agenda de publicação de conteúdo relacionados aos seus produtos.

Em seguida, encontre os usuários em sintonia com a sua marca e apresente a empresa para eles.

Pense como usar a criatividade para criar conteúdo interessante. Aqui vale a regra 80% de entretenimento e 20% de conteúdo de venda.

Se precisar de ajuda para criar conteúdos interessantes, você pode contratar a nossa Gestão Digital Correspondente 4.0, assim você poderá se preocupar apenas com o carro-chefe do seu negócio que é vender Crédito e deixar que a gente cuide da sua presença na Internet!

Além de usar textos informativos e objetivos, trabalhe com fotos em alta resolução. Use hastags estratégicas, compartilhe sua localização e os stories. Enfim, observe a dinâmica da rede social e adapte para a sua empresa.

Analise também a interação, engajamento, do seu cliente antes de produzir conteúdos ou abordar aos clientes.

Uma sugestão é mandar uma mensagem para um visitante dizendo que notou a visita dele. Mas tudo de uma forma sutil e o mais humanizado possível, sem parecer “robótico”. Havendo interação você pode questionar se entre os seus conteúdos existe algum que ele queira saber mais.

Um blog também é uma ferramenta muito importante para gerar relacionamento com os clientes, por meio dele você disponibiliza conteúdos interessantes ao seu público-alvo e passa a se relacionar com os visitantes também nas redes sociais, disponibilizando o seu conteúdo em múltiplas plataformas.

E se você precisa da nossa ajuda para construir a sua plataforma digital, incluindo um site com blog, conheça o projeto Correspondente Bancário Digital, um conjunto de ferramentas e estratégias que ajudam o Correspondente Bancário a reduzir custos, desenvolver inovação e escalar a produção, se posicionando como Digital, baseado no modelo Fintech.

Com o selo Correspondente Bancário Digital você estará inserido no que há de mais avançado no mercado de crédito digital com acompanhamento da nossa agência, que é líder em nosso segmento e dirigida por profissionais do mercado de crédito, jornalismo e marketing digital.

E agora que você já sabe um pouco mais sobre social selling, é só montar o seu planejamento para ver suas operações aumentarem.

Lembrando que, suas ações devem ser continuadas e que nada é definitivo já que as redes sociais evoluem diariamente. Se notar que algo não está funcionando, realinhe seu planejamento e prossiga.

 


Siga-nos no Instagram: @viverdecredito.

Um forte abraço.

Rosa Oliveira
CEO & Gerente de Projetos Digitais da Viver de Crédito

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Leia outros artigos

Podcrédito: Carlos Nepomuceno

Em entrevista exclusiva para o Viver de Crédito, Ingrid Barth, diretora na ABFintechs e COO & Founder da Linker – banco digital focado em pequenos empreendedores – conta como são os bastidores das fintechs brasileiras e o que podemos esperar desse mercado em ascensão.

Leia mais »