Procura-se pessoas autênticas!

Procura-se Pessoas Autênticas!

Muito se vê por aí sobre as mudanças no mercado de crédito e no setor de Correspondentes Bancários.

Elas revelam inúmeras oportunidades, especialmente quando se olha para as fintechs e bancos digitais.

E como resultado da busca pela transformação digital, presenciamos oportunismos disfarçados de oportunidades: lindas teorias e nenhuma prática.

A todo momento surge na “uhulândia” do crédito alguém com ar professoral, ostentando sabedoria reproduzida e passando a mensagem de “Mamãe olha eu aqui, que orgulho!”

É o que o mercado compra. Mas o fato é que na prática é igual a dizer: água molhada! Fogo quente! Gelo gelado!

Eu realmente cansei de ver nos últimos meses tantas pessoas usurpando termos, métodos e fórmulas mágicas sem qualquer aplicabilidade. Apenas reproduzindo obviedades. 

Nos copiam, inclusive. E sabemos que isso é saudável. Nós não vivemos a síndrome do “eu pensei nisso antes”. 

O que nos preocupa é a irresponsabilidade com a qual se banalizam por trás de uma boa oratória, ideias que mais confundem do que ajudam. 

Outro dia eu conversava com um lead que me disse:

“Rosa, durante estes anos vendendo pelo call center eu me sentia seguro em trabalhar assim, mas ao mesmo tempo, me acomodei um pouco. 

Por outro lado, percebo que cada dia mais os clientes NÃO querem atender ligação de telemarketing e minhas vendas estão caindo…

Eu tenho visto o pessoal falar por aí, que montar um site, postar todo dia nas redes sociais e fazer anúncios matadores é o segredo. É como fazem as fintechs, não é?

Mas me preocupa pensar que isso tudo requer um investimento muito alto e eu não tenho condições de investir…”

Eu ouvi aquilo atentamente e o interrompi:

“Olha, investir em anúncios é bacana, mas se você não souber direcionar a comunicação, irá gastar rios de dinheiro nisso e os resultados não virão.

Um site é essencial, mas sem conceito, é APENAS um cartão de visitas, que você tira do bolso e fornece. 

Ter um site, estar nas redes sociais e impulsionar posts são apenas a ponta do iceberg na transformação digital.

E, sinceramente, estes itens são a parte mais fácil de construir…”

Um Correspondente Bancário que deseja se transformar em um Correspondente Bancário Digital precisa pensar na transição de forma linear, em colocar o cliente dentro de uma jornada, que inclua alguns fatores, como por exemplo:

✅ Formatar a cultura da empresa para o mindset digital

✅ Inserir ferramentas e tecnologia

✅ Pensar a empresa em 360º para a atenção das pessoas internas e externas

✅ Imprimir a diversidade, a nova identidade e o planejamento sistemático de mudanças

✅ Usar a criatividade e a matriz da inovação para promover coisas que ninguém está fazendo

Você não precisa mudar TUDO de uma vez. 

Não precisa investir muito dinheiro para promover a sua transição de Correspondente Bancário tradicional para digital, mas reconhecer alguns aspectos, dar um primeiro passo na transformação e seguir caminhando para a maturidade da sua empresa, irá te levar alguns metros adiante do seu concorrente.”

Nos últimos 6 anos, investimos muito em pesquisas, estudos, conhecimentos e testes antes de validar um projeto de transformação para o digital. 

Nós não surgimos como aventureiras tentando empurrar goela abaixo algo que não tínhamos legado. 

Nós não somos gurus, não queremos este posicionamento e procuramos nos distanciar ao máximo dele.

Justamente porque nós não nos posicionamos como uma empresa que segue modinhas. Nós não queremos que você vicie em nosso conteúdo gratuito para te induzir a comprar um pago.

Nós não vivemos na terra da “uhulândia”, mas nós vendemos e construímos projetos reais e nos empenhamos ao máximo para que eles tragam resultados. Esta é a nossa Razão Social. 

É realmente muito fácil apontar “o que fazer”, mas é no “como fazer” que está o resultado que você procura. 

Repare bem: está todo mundo igualzinho, repetindo o padrãozinho. Um guru faz uma live de noite, no dia seguinte você vê outro guru repetindo tudo no clube das 5 a.m., outra modinha, diga-se de passagem. 

Então, Correspondente Bancário, seja sempre você mesmo que você já estará inovando.  

Desconfie sempre das informações que recebe, especialmente na hora de tomar decisões, para não perder tempo, motivação e dinheiro.

O mercado de crédito precisa de mais autenticidade!

Sobre o autor | Website

Oi, sou Rosa Oliveira, Editora do Blog, Especialista em Marketing Digital e Crédito Bancário.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!