Viver de Crédito | Criação de Sites para Correspondentes Bancários - Como ser Correspondente Bancário

Qual a diferença entre empréstimo e financiamento?

Você vai ler neste artigo:

Entenda qual a diferença entre empréstimo e financiamento, e ainda, o conceito de crédito bancário, intermediação de crédito e intermediação financeira

Em um mundo financeiramente complexo, é comum encontrar termos como “empréstimo” e “financiamento” sendo usados de forma intercambiável.

No entanto, essas duas palavras têm significados distintos e se referem a mecanismos financeiros diferentes.

Neste artigo, exploraremos as diferenças fundamentais entre empréstimo e financiamento, destacando suas características, finalidades e implicações para os mutuários.

qual a diferenca entre Emprestimo e financiamento jpg

 

O Crédito Bancário e a diferença entre Empréstimo e Financiamento

Antes de mostrar para você qual a diferença entre empréstimo e financiamento, é preciso começar por entender o que é crédito bancário.

Afinal, embora exista uma diferença entre empréstimo e financiamento, podemos afirmar que ambos são o mesmo que uma operação de crédito, ou seja, são operações derivantes do crédito bancário.

A etimologia da palavra crédito, do latim creditum, nos remete a “coisa confiada a outrem”. Dessa forma, podemos estabelecer que uma concessão de crédito bancário é também uma relação de confiança.

Mas na verdade, essa relação vai além. Como instrumento social, o crédito é capaz de promover bem-estar, melhoria, alívio, realização de sonhos e projetos. E a função social do crédito é justamente esta.

Numa parceria que envolve a tomada de crédito, cujos objetivos são diferentes, para que ela seja completa, todos devem ganhar: o governo, a instituição financeira, o poupador e o tomador.

Por outro lado, o mau uso do crédito traz consequências negativas ao tomador, de modo que deve ser adquirido e utilizado de forma muito consciente e deve-se atentar sempre aos juros cobrados na operação, bem como, eventuais taxas adicionais.

Se não houver uma negociação consciente, esta parceria será frágil e motivará o endividamento, com consequente inadimplência e aumento dos juros. Uma relação onde todos perdem.

De maneira simplificada, podemos conceituar o crédito bancário como a troca de um valor presente, por uma promessa de reembolso futuro.

E por quê promessa? Porque pode acontecer desse reembolso futuro não ocorrer.

Em tese, quando um poupador cede temporariamente parte do seu patrimônio a terceiros, existe a expectativa de receber aquele valor de volta na sua integralidade, acrescido de juros.

Intermediação de Crédito ou Intermediação Financeira

Para ilustrar ainda melhor o que é Crédito Bancário, vamos entender como funciona a Intermediação de Crédito ou Intermediação Financeira.

Existem dois agentes nos polos de uma intermediação de crédito, um é o poupador e o outro é o tomador

Poupador

O poupador é o agente que consegue economizar parte da sua renda, ou seja, aquele que faz com que sua renda tenha sobra.

Com isso, ele acaba tendo duas opções para fazer com esse valor a mais: guardar embaixo do colchão ou investir no mercado financeiro.

Como sabemos, a inflação impacta no poder de compra, portanto, o ideal é que este dinheiro não fique parado.

Logo, ir ao mercado financeiro é a melhor solução para fazer com que essa sobra não se desvalorize, como também aumente o seu valor principal.

O valor principal é o valor do crédito bruto, sem o acréscimo de juros, de modo que corresponde a uma parte da operação de crédito.

Já os juros, correspondem ao prêmio pago ao tomador por aquele empréstimo.

Tomador de crédito

O tomador de crédito é o agente que precisa pedir recursos emprestados para financiar seus investimentos, resolver seus problemas financeiros ou realizar seus projetos.

Apesar de pagar pelo valor emprestado, essa solução consegue atender às suas demandas imediatas.

Para o tomador de crédito ter uma ideia de quanto vai pagar pelo crédito bancário, o ideal é usar um simulador de crédito

O simulador ajuda a projetar o valor da prestação mensal, a taxa de juros e todos os custos envolvidos na operação de crédito.

A Intermediação de Crédito ou Intermediação Financeira está no meio do caminho para servir aos dois agentes financeiros e fazer com que todos fiquem numa situação melhor.

Qual a diferença entre empréstimo e financiamento

O que é Empréstimo 

É o montante de recursos disponibilizado sem destinação específica, ou seja, não é preciso justificar o destino daquele dinheiro emprestado.

Um empréstimo é um acordo pelo qual uma pessoa ou instituição fornece dinheiro ou recursos a outra pessoa ou instituição, com a expectativa de que o valor seja pago integralmente no futuro, acrescido de juros ou encargos financeiros.

Normalmente, um empréstimo é concedido por uma instituição financeira, como um banco, com base em certas condições pré-estabelecidas, como prazo de pagamento, taxa de juros e garantias.

O que é Financiamento 

Financiamento é um termo mais amplo que engloba várias formas de obtenção de recursos para a realização de um projeto, aquisição de bens ou serviços.

Diferentemente do empréstimo, o financiamento não envolve necessariamente a concessão de dinheiro. Ele pode ser obtido por meio da emissão de títulos, venda de ações, obtenção de empréstimos ou outras formas de captação de recursos.

O financiamento geralmente é utilizado para projetos de maior porte, como compra de imóveis, veículos, investimentos empresariais, entre outros.

Em outras palavras, é quando o recurso disponibilizado na operação de crédito tem uma destinação específica. 

Portanto, é comum a instituição financeira pedir cópia do documento daquele bem que está sendo financiado, como por exemplo, nota fiscal ou escritura. 

Normalmente o valor do bem fica alienado para aquela instituição financeira até o final do pagamento do financiamento.

Empréstimo e Financiamento: formas de Crédito diferentes

Como você viu, a diferença entre empréstimo e financiamento está principalmente na destinação do crédito.

Em suma, numa operação de crédito bancário, o banco ou a instituição financeira compram uma promessa de pagamento quando concede um crédito.

Pagar por um dinheiro que se toma emprestado ou em um financiamento é a mesma coisa que pagar por um serviço de consumo qualquer, como água, energia, telefonia, Internet, etc. 

Quanto maior o risco envolvido na operação de crédito, maiores podem ser os juros, pois assim como uma empresa, os bancos também existem com o objetivo de obter lucro. O lucro dos bancos chama-me spread bancário.

>> Leia também: Os 5 Cs do Crédito: como é feita a análise de crédito

Gostou desse artigo? Deixe seu comentário abaixo.


Ah, e siga-me no instagram @viverdecredito para acompanhar outros conteúdos que deixo por lá! 

Um forte abraço.
Rosa Oliveira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Picture of Viver de Crédito®
Viver de Crédito®

Somos uma agência digital referência, especializada em sites para correspondentes bancários, além de outras soluções específicas para o mercado de crédito.

Nosso manifesto

Editorias

Picture of Time de Marketing
Time de Marketing
Todos os artigos
Picture of Rosa Oliveira
Rosa Oliveira
Todos os artigos
Picture of Luiza Olinda
Luiza Olinda
Todos os artigos
error: Conteúdo Protegido!!
Como ser correspondente bancário

Faça sua pré-inscrição e garanta sua vaga na próxima abertura do Fórmula Corbantech.