Contribuindo para criar valor, reinventar e conectar o mercado de crédito.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

2020: desafios, home office, reinvenção e oportunidades para o Correspondente Bancário!

Os desafios do nicho de Crédito Consignado se apresentam a cada ano maiores para o setor de  Correspondentes Bancários no Brasil.

Muitas vezes, a sensação para muitos é de que o que mais cresce é o número de obstáculos que se acumulam um após o outro.

O ano de 2020 começou anunciando mais uma crise dentro do setor, devido às novas regras impostas pela Autorregulação, desenvolvida em parceria entre a FEBRABAN e a ABBC, que veio para trazer limitações à atividade.

Porém, o que parecia anunciar restrições na produção ou preocupação para o setor, acabou se dissolvendo dentro de novas rotinas que se sobrepuseram, se adaptando e se incorporando a elas, perante o leque de oportunidades que abruptamente acabou se abrindo no mercado de crédito.

Lamentavelmente fomentado pela pandemia de Coronavirus, tragédia que vem trazendo sofrimento para o mundo todo.

Acreditamos, portanto, que na verdade esse seja um momento de oportunidades e de reinvenção para o Correspondente Bancário. Leia adiante.

Encontrando oportunidades nas dificuldades

Por causa da pandemia de Coronavirus, mudanças emergenciais na legislação foram tomadas, com o intuito de movimentar a economia e acabaram trazendo novas oportunidades de negócios ao Correspondente Bancário, especialmente para o que atua com Crédito Consignado.

Entre as mudanças estão:

  • Redução do teto de juros para 1,80% ao mês;
  • Aumento de prazo para 84 meses;
  • Um provável aumento de 5% na margem do empréstimo consignado para beneficiários do INSS (ainda aguardando sanção).

Essas mudanças se apresentaram muito significativas e trouxeram uma nova perspectiva de aumento das operações, sem dúvidas.

Formalização digital: transformando tendência em “novo normal” a toque de caixa

A necessidade de distanciamento social e quarentena que a COVID-19 nos impuseram, a fim de salvar milhares de vidas, evidenciou a importância de usar a formalização digital para viabilizar contratos à distância.

Sobretudo, embora a formalização digital já estivesse bastante difundida no setor, ainda não se encontrava revertida em tendência, vínhamos numa etapa de transição e preparação.

E talvez este seja um dos motivos para muitos Correspondentes Bancários estarem encontrando certa resistência e desconfiança de parte de alguns clientes, na adoção do contrato digital.

Na essência, essas objeções podem ser neutralizadas se conseguirmos estabelecer clareza na comunicação com o cliente e um posicionamento seguro do Correspondente Bancário durante seu processo de vendas.

Ajustando a comunicação e o posicionamento digital na venda de crédito

Veja, a maioria dos Correspondente Bancários vende crédito. Mas os clientes não compram crédito, compram a solução para dores ou desejos. Eles não querem dificuldades, eles querem alguém que solucione à suas expectativas.

Mas querem segurança…

Eles valorizam o tempo e a comodidade mais do que a própria taxa de juros aplicada e por isso querem que o Correspondente Bancário solucione a dor ou desejo deles o mais rápido e da forma mais segura possível.

Sobretudo para o público idoso que neste período tem recomendações redobradas de confinamento em casa, a internet é um meio perfeito para solicitar e formalizar crédito à distância.

E como usufruir das mudanças, neutralizando objeções?

Construindo um projeto digital com um conjunto de estratégia eficiente que comunique com clareza o seu posicionamento digital do começo ao fim

Assim como fazem as fintechs!

As startups de tecnologia financeira já tem incorporada em seus processos de venda, desde que nascem, a formalização digital.

E essa comunicação é estabelecida com clareza em todas as mídias. Site, blog, redes sociais…

E por este motivo não encontra objeção junto ao seu público na hora de formalizar a Cédula de Crédito Bancária pelo  meio Digital.

Seu posicionamento inclui uma cultura disruptiva, que substitui o marketing invasivo pelo foco no comando e controle do usuário.

Exatamente como entregamos no Projeto Correspondente Bancário Digital, um dos pacotes mais avançados de Posicionamento e Transformação Digital que conecta o antigo e o novo modo de vender crédito!


Aonde fica o seu escritório?

Nestes últimos dias tudo o que faço é tentar imaginar como serão os próximos meses.

Será que o home office será adotado como ferramenta de trabalho daqui para a frente?

Eu conheço as vantagens de trabalhar em home office há alguns anos. E foi num momento de crise que o descobri.

Necessitei trocar o escritório tradicional pelo home office e a partir dele descobri novas oportunidades, transformando meu modelo de negócio em Digital.

Fui buscar nas fintechs, que na época estavam surgindo no Brasil, a inspiração para criar o meu próprio método de trabalho.

Os processos tinham que ser econômicos, eu estava sem recursos…

A negociação tinha que ser viabilizada à distância…

Logo, a formalização era um problema. Resolvi firmando as parcerias certas…

Eu teria que ser todos os departamentos da empresa.

A operação precisava ser enxuta…

E o maior desafio: o cliente precisava confiar em mim, apesar da ausência do aperto de mão… e do cafezinho!…

Quem me conhece há algum tempo já sabe dessa história…

E, às vezes, tentam me convencer de que o mercado ainda exige o contato físico…

As objeções são diversas:

– Muitos clientes ainda querem saber onde fica o escritório…

– E quantas pessoas trabalham nele…

– E os computadores…

– E o cafezinho…

– O “Correspondente Autorizado” na parede…

Discordo!

Troquei o escritório físico pelo home office por necessidade e isso me demonstrou uma nova oportunidade.

No início a identidade se perdeu. A coisa ficou meio amadora.

Neutralizei minhas crenças e criei processos.

Não cogitei desistir. Eu não tinha saída, estava quebrada.

Na ocasião, eu precisava realmente transformar a coisa toda em Digital para que a minha atividade de correspondente bancário resistisse.

E coubesse perfeitamente dentro do meu home office.

Mas precisava combinar com a legislação, com os bancos, com a minha carteira de clientes e com os novos clientes.

E após alguns anos, eu:

Reduzi custos…

Desenvolvi inovação…

Reposicionei o meu modelo de negócios…

E passei a escalar muito mais a minha produção.

A maioria das empresas que sobreviveu e que cresceu em sua atividade, se reinventou de alguma forma.

Encontrou saídas que superaram crises, mudanças ou ameaças, confiante de que uma hora tudo acabaria bem.

Enxergou novas oportunidades e aprendeu a lidar com outras realidades.

 

Uma nova cultura em uma nova economia

Quando me refiro a mudar do tradicional para o digital, não estou falando somente da formalização digital. 

O marketing, o mindset, as ferramentas, a gestão, o financeiro, o comercial, o suporte, a operação, tudo precisa mudar junto. 

Se alguma engrenagem ficar presa ao modelo antigo, a máquina não vai funcionar. Ou não ligará. Ou vai pifar. 

Isso é a mudança de cultura. É uma ponte.

Você atravessa essa ponte carregando tudo para o outro lado, sem deixar nada para trás, nem um clips!

Do outro lado está a transformação digital.

Hoje não sou Correspondente Bancária em tempo integral. A Viver de Crédito tem a minha atenção total. Ajudar outros Correspondentes Bancários a se tornarem digitais acabou se transformando em uma missão. 

Até tentei sair do home office nesse período e abri um escritório bacana, mas mal usei. De fato não precisei. Não era mais conveniente.

Eu estava tentando fazer o caminho inverso… e aumentando custos…

Foi um erro.  O meu modelo de negócio já era digital.

E a partir daí o home office se definiu como uma importante ferramenta de trabalho, mas não um modelo de negócio.

O escritório “virou” mochila. E depois abstrato.

Posso afirmar que meu escritório hoje é a minha mentalidade. Mas também posso chamar de cultura da nossa empresa.

Hoje nós mantemos as engrenagens da Viver de Crédito funcionando de forma sincronizada, cada uma do seu home office, não importa de qual lugar do mundo estejamos.

Quando você muda a cultura, quando você vira a “chavinha”, você entende que até mesmo as reuniões podem ser substituídas por processos mais ágeis e produtivos. Tudo muda!

E talvez nesse momento de ameaça pela COVID-19, em que todos nós estamos tentando nos proteger do contágio e em situação de confinamento em casa, você já tenha parado para refletir sobre as vantagens do home office. 

Agora que o home office ganhou protagonismo e muito possivelmente se defina como tendência depois que tudo isso passar,  se você já tem uma presença digital estruturada, se o seu posicionamento digital já existe nesse novo mundo, certamente se sente ainda mais seguro sobre o seu negócio.

 

Nada será como antes

Dessa vez, parece que de fato estamos vivendo um fim do mundo de verdade. O Coronavírus está nos assustando verdadeiramente e, em muitos momentos, parece corroer nossas esperanças.

Mas paradoxalmente, neste que é sem dúvida o pior momento e cenário econômico mundial que estamos atravessando, o setor de Correspondente Bancário parece poder desfrutar de boas perspectivas.

Apesar da saturação do produto crédito consignado INSS, apesar das reduções das taxas de juros que acabaram contribuindo para o estrangulamento das portabilidades, apesar do não perturbe ou das novas regras para os entrantes, os correspondentes bancários vinham tentando se adaptar a novas formas de prospectar clientes. 

Muitos já vinham se preparando para prospectar usando o digital e tendo bons resultados, conseguindo vencer as dificuldades, enquanto uma nova leva infelizmente vinha ficando pelo caminho.   

A gente já estava introduzindo a formalização digital, mas não era tendência. Agora é.

Em curtos espaços de tempo, tudo pode mudar.

Quem poderia imaginar um prazo de 84 meses para o consignado INSS?

Quem poderia imaginar um teto de 1,80% a.m. no Brasil, assim tão rápido?

E quem imaginaria que a corda da margem esticaria mais 5%? A ver!?

Me perdoe se pareço indelicada, dado que estamos todos sofrendo com o que está acontecendo, mas estamos diantes de uma nova oportunidade.

Porém, vai passar…

Não deposite toda a sua esperança numa única cesta. Aproveite as oportunidades, sem esquecer de pensar no que vem depois.

O que irá acontecer depois? 

Não sabemos, mas podemos nos preparar.

Primeiramente, pense no seu negócio para resolver problemas reais. Observe o mercado. Observe o novo cenário depois que essa crise passar. 

Você consegue prever os problemas que as pessoas terão? 

Você entende como o seu negócio poderá ajudar as pessoas a resolverem problemas?

Você está conseguindo enxergar no meio de todo esse pesadelo que o mundo já tinha mudado e nem todos haviam reparado?

O home office é totalmente possível? Então, será que vale a pena manter um aluguel caro e todas as despesas acessórias?

O digital é totalmente eficaz e escalável? Então, será que vale mais a pena fazer 30 ligações por dia ou prospectar milhares de pessoas por dia usando a Internet?

Em quais soluções você pode trabalhar? De que forma você pode se reinventar como profissional empregado, ou, como empresa?

O fato é que independentemente do momento em que estivermos inseridos, cada vez mais o mundo é digital e poderemos encontrar novas oportunidades e novas maneiras de prestar serviços tendo o digital como aliado.


Projeto Correspondente Bancário Digital

Pode ser que você já esteja pensando em tudo isso nesse momento.

E, modéstia a parte, o nosso projeto Correspondente Bancário Digital pode ajudá-lo a estruturar esse novo modelo de negócio.

Por meio dele você finalmente vai poder inserir o seu negócio de crédito no mundo digital e ganhar escalabilidade, economia e rapidez.

Nosso objetivo é reinventar o mercado de crédito e empoderar o correspondente bancário, portanto, criamos 3 planos com valores e funcionalidades diferentes, e temos a certeza de que um deles vai atender às necessidades da sua empresa!

Afinal, independentemente do porte, nicho ou características do seu negócio, SE TORNAR DIGITAL É PRECISO!

Confira aqui as principais funcionalidades dos nossos projetos e se torne também um Correspondente Bancário Digital!

Esse é o momento de repensar o seu negócio. Encare como uma oportunidade!


Bons negócios!

Rosa Oliveira [Sfgtu]
Siga-nos no instagram: @viverdecredito.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Leia outros artigos